terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

E você?






Hoje é um daqueles dias em que eu prefiro o silêncio...
A contemplação da vida que pulsa dentro e fora de mim!
Hoje eu quero me sentir, me olhar, me ver e enxergar...
Quero ir além das aparências que eu queira mostrar!
Quero de fato poder ser: EU!
E me amar assim: Exatamente como SOU!


E você? Tem se permitido ser o que é em essência?

10 comentários:

  1. Tema interessante Tatiana, sou o "anônimo analítico" (pseudônimos, são exemplos de máscaras).
    Na minha opinião uma das maiores causas de problemas emocionais como ansiedade e depressão é o fato de muitas pessoas não serem de fato quem realmente são.
    No mundo do trabalho por exemplo é muito comum ver pessoas vivendo verdadeiros personagens, as vezes ocorre o mesmo em ambientes familiares e entre "amigos".

    A ânsia por resultados, por ser aceito por outras pessoas, conseguir aprovação, não se isolar, não ser isolado pelos outros, não ser julgado, faz com que muitos se esforcem e forcem a si mesmos a frequentar lugares que não estão muito afim, aceitem companhias que no fim das contas não agregam muito, adotem comportamentos que não condizem com sua realidade, se comportem como puxa-sacos etc etc.
    Isso é muito comum, dificilmente alguém é 100% transparente no seu cotidiano. O problema é que tudo tem um preço, quanto menos a pessoa é ela mesma ao longo do tempo, provavelmente mais isso pesará.
    De médio a longo prazo pode ocorrer falta de sentido na vida, crises de identidade, sentimento de solidão mesmo tendo pessoas ao redor, frustração etc, o que por sua vez pode causar ansiedade e depressão.
    Tem pessoas que levam uma vida inteira mascaradas e já não sabem ao certo quem realmente são.
    Poder ser honesto consigo mesmo e com os outros já retira boa parte dos pesos que nos colocamos ao longo da vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo Analítico... que bom que resolveu comentar novamente! Saiba que é sempre muito gratificante ler as suas interpretações sobre as postagens!

      Infelizmente ainda não temos coragem ou condições internas de sermos de fato 100% transparentes... E isso muitas vezes nos traz os incômodos de acreditar que estamos sendo falsos ou incompletos. Altos preços que pagamos por ter que nos adaptarmos, não é mesmo?

      Que possamos ter a coragem de retirar as máscaras... Para que a vida flua com mais leveza!

      Um abraço carinhoso

      Excluir
  2. Tão bom quando podemos ser sem medo do que vão achar ou pensar sobre nós.
    Vivemos num mundo de críticos e julgadores ferrenhos.
    Eu? Eu tenho trabalhado isso em minha vida. Cansei desse fardo de ter que usar mascaras para fazer parte de uma sociedade doente!
    Beijos da Nathy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nathy... esse processo é diário, pois num vacilo já estamos nós novamente fazendo uso de uma mascara para esconder algo de foro mais intimo ou por querer ser algo para alguém. É tudo muitas vezes sutil.
      Quanto mais nos permitimos ser em menos emaranhados nos enroscamos.
      Beijos com o meu carinho

      Excluir
  3. Tenho me permitido sim.

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    O blog está em HIATUS DE VERÃO até o dia 23 de fevereiro, mas tem post novo. Comentarei nos blog amigos nesse período.

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  4. Há dias assim, em que o silêncio vale mais que mil palavras!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz parte! O silêncio muitas vezes é um sagrado alimento para a alma!

      Excluir
  5. Oi Tatiana
    Como é bom estar consigo mesmo, até sem o barulho dos pássaros.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisamos desse reencontro, só assim ouvimos de fato o nosso coração!
      Gratidão por você estar aqui!
      Um abraço carinhoso

      Excluir